Mara Regina Weiss

Textos


Hóspede


Ela veio vestida assim de festa,
bateu na porta, e entrou com a bagagem,
ela vinha pra ficar eu já sabia,
mandá-la embora seria uma bobagem...
Mostrei-lhe o quarto, a sala e a cozinha,
e ela me disse ter gostado do lugar,
pedi-lhe então o casaco e a sombrinha,
e suas coisas falei para guardar...
E foi assim, a partir daquele dia,
que a poesia mudou de endereço
veio prá sempre fazer-me companhia
e hoje não sei viver sem ela, confesso...
Mara Regina Weiss
Enviado por Mara Regina Weiss em 13/07/2010
Alterado em 13/07/2010
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Mara Regina Weiss e o site marareginaweiss.recantodasletras.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras